O projeto FoSaMed dá os primeiros passos na criação de um Mestrado conjunto em Segurança dos Alimentos, a implementar em Marrocos

Mar 30, 2021

Nos dias 25 e 26 de Março, foi realizada online a reunião de lançamento do projeto FoSaMed – Enhancing Food Safety in the Mediterranean, com a participação ativa de todos os membros do consórcio.

O FoSaMed desenvolverá um Programa de Mestrado conjunto a implementar em quatro instituições de ensino superior marroquinas – a École Nationale d’Agriculture de Meknès (ENA), a Université IBN Tofail (IBN), o Institut Agronomique et Veterinaire Hassan II (IAV) e a Université Mohammed Premier (UMP) – com o apoio da Universidade de Évora (UEVORA), instituição coordenadora do projeto, da Universidade de Barcelona (UB) e da União de Universidades do Mediterrâneo (UNIMED). Integra, também, o consórcio a Fédération Nationale de l’Agroalimentaire (FENAGRI), como parceiro associado.

Os objetivos específicos do projeto FoSaMed incluem a capacitação de docentes e investigadores marroquinos em metodologias de ensino inovadoras, assim como o equipamento de laboratórios, essenciais à implementação do novo programa de mestrado. As instituições europeias apoiam de forma direta as universidades marroquinas na conceção e desenvolvimento do currículo do novo Programa de Mestrado em Segurança dos Alimentos. A nova oferta formativa está intimamente ligada à promoção da alimentação tradicional mediterrânica, às cadeias curtas de abastecimento e aos sistemas alimentares locais, contribuindo para um ensino superior mais inclusivo em Marrocos. E que pretende promover a integração de grupos desfavorecidos, como as mulheres, as populações rurais e os refugiados, garantindo a igualdade de acesso ao conhecimento e às oportunidades.  

As intervenções institucionais do primeiro dia de reunião focaram a necessidade de apostar em sistemas alimentares mais sustentáveis. Foi lembrada a riqueza natural e cultural de Marrocos, que tornam o país um território privilegiado para a adoção de políticas que promovam a segurança do setor alimentar. Focou-se, também, a relevância da investigação no desenvolvimento sustentável da região e na sua importância para a resiliência das comunidades, nestes tempos de incerteza que se vivem.

A equipa da Agência Europeia (EACEA) e do Gabinete Nacional Eramus + de Marrocos participaram de forma ativa nas sessões, aconselhando o consórcio para uma sólida implementação do projeto, destacando ideias-chave essenciais a ter em conta, entre as quais a Qualidade, o Impacto e a Sustentabilidade.

No segundo dia, os parceiros discutiram de forma frutífera a distribuição das tarefas e as responsabilidades na implementação do projeto, dando-se início ao trabalho relativo às atividades preparatórias. Os primeiros passos a serem dados foram identificados de forma colaborativa e o plano de ação a longo prazo foi detalhado.

O FoSaMed é coordenado pela investigadora Marta Laranjo do MED (Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento) e está a ser implementado no âmbito das atividades do Office UNIMED da Universidade de Évora que coordena, também, a SubNetwork Food & Water da UNIMED.

O projeto é cofinanciado pelo programa Erasmus + da União Europeia, no âmbito da ação KA2 – Cooperação para a Inovação e o Intercâmbio de Boas Práticas – Reforço de capacidades no domínio do Ensino Superior.

 

Notícia divulgada pela UNIMED em ENG: https://www.uni-med.net/the-fosamed-project-moves-its-first-steps-for-a-joint-masters-programme-on-food-safety/