Grupos de Investigação

BIOCIÊNCIA ANIMAL (ABG)
Ciência e Tecnologia dos Alimentos (FST)
PROTEÇÃO DE PLANTAS (PP)
GENÉTICA VEGETAL E BIOTECNOLOGIA
ECOLOGIA APLICADA E CONSERVAÇÃO
SOLO, ÁGUA E CLIMA (SWC)
TECNOLOGIA AGRÍCOLA E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (FTE)
DINÂMICA E GESTÃO DA PAISAGEM
BIODIVERSIDADE E ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS
Elsa Leclerc Duarte

Elsa Leclerc Duarte

COORDENADORA DE GRUPO

Elvira Sales-Baptista

Elvira Sales-Baptista

Adjunta

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Biomarcadores de saúde e doenças | Raças animais autóctones | One Health | Bem-estar animal
Grupo multidisciplinar que se interessa por todos os aspetos da biociência animal, desde a investigação fundamental em bioquímica, fisiologia e genómica, até à investigação aplicada em ciências veterinárias e produção animal. Os investigadores têm competências em várias disciplinas permitindo abordagens in-vitro, ex-vivo ou in-vivo referentes às espécies pecuárias ou de companhia, fauna silvestre e Uma só Saúde.
Maria João Lança

Maria João Lança

COORDENADORA DE GRUPO

Cristina Conceição

Cristina Conceição

ADJUNTA

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Ciência alimentar | Tecnologia alimentar | Segurança e qualidade alimentar | Dieta mediterrânica | Valor nutricional | Composição dos alimentos | Avaliação sensorial| Qualidade microbiana
O grupo de Ciência e Tecnologia dos Alimentos tem competências num vasto leque de matrizes tais como carne e subprodutos, pescado, queijo, frutos, frutos secos, azeitonas e azeite, uvas e vinho. As matrizes, quer sejam de produção tradicional ou por metodologias alternativas, são analisadas do ponto de vista da sua composição, qualidade microbiana, valor nutricional, avaliação e análise sensorial de forma a garantir a imprescindível qualidade e segurança alimentar.

Para tal, este grupo tem competências num vasto leque de análises laboratoriais, nomeadamente microbiológicas, físico-químicas, determinações espectrofotométricas, análises por cromatografia gasosa (GC) e cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) e análise sensorial.

Maria do Rosário Félix

Maria do Rosário Félix

COORDENADORA DE GRUPO

Ana Alexandre

Ana Alexandre

ADJUNTA

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Micróbios benéficos do solo | Stress abiótico e biótico | Estratégias de baixa entrada | Sustentabilidade económica e ambiental

O Grupo ‘Proteção de Plantas’ estuda as principais doenças e pragas que causam importantes perdas nas culturas e florestas mediterrânicas, e também os microrganismos benéficos que podem ajudar a combater esses problemas. A investigação do grupo abrange os mais importantes vírus, bactérias, fungos, nemátodos e artrópodes associados às plantas, nomeadamente a sua biodiversidade e caracterização a nível molecular, assim como métodos para a prevenção, diagnóstico e controlo de pragas e doenças. O Grupo estuda também a importância da flora autóctone no controlo de pragas e o papel de determinados genes das plantas na resposta aos agentes causadores de doenças. Uma outra linha de investigação, é o estudo da interação planta-microrganismos, incluindo micorrizas, rizóbios e bactérias promotoras do crescimento de plantas, numa perspetiva de melhorar o seu crescimento e a sua tolerância a stresses. Estas linhas de investigação estão focadas no desenvolvimento de novas estratégias de proteção de plantas, num contexto agronómico visando uma maior sustentabilidade.

2020 ANO INTERNACIONAL DA SANIDADE VEGETAL

Anabela Romano

Anabela Romano

COORDENADORA DE GRUPO

Augusto Peixe

Augusto Peixe

ADJUNTO

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Biotecnologia vegetal | Marcadores moleculares e diagnósticos | Marcadores de stress oxidativo | Associações fenótipo-genótipo| Análise funcional de genes | Preservação do germoplasma

O grupo conduz investigação sobre as abordagens biotecnológicas para o uso sustentável e a conservação dos recursos genéticos vegetais.

A Investigação conduzida concentra-se em estudos integrados sobre plantas Mediterrânicas, tendo em vista a compreensão dos mecanismos subjacentes ao crescimento, desenvolvimento, metabolismo, respostas ao stresse abiótico e biótico, biologia e melhoramento, tendo em vista a sua valorização e melhoramento num ambiente com recursos limitados.

Carla Pinto-Cruz

Carla Pinto-Cruz

COORDENADORA DE GRUPO

Carlos Godinho

Carlos Godinho

ADJUNTO

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Monitorização e conservação da biodiversidade | Processos e serviços dos ecossistemas | Recuperação do habitat | Fragmentação e conectividade da paisagem
Através de uma sólida formação em ecologia, suportada por uma longa experiência de campo, este grupo tem uma abordagem aplicada aos ecossistemas e à conservação da natureza. Utilizando uma abordagem integradora, baseada na funcionalidade e sustentabilidade dos ecossistemas, este grupo desenvolve investigação na procura de melhores soluções de gestão e no desenvolvimento de indicadores biológicos, para monitorizar os efeitos da acção humana na biodiversidade. Desenvolvemos também ferramentas de reabilitação e gestão de habitats naturais.
Gottlieb Basch

Gottlieb Basch

COORDENADOR DE GRUPO

Carlos Alexandre

Carlos Alexandre

ADJUNTO

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Ciência dos solos e conservação dos solos e da água | Alterações climáticas e agrícolas | Agricultura de regadio Mediterrânica | Planeamento e gestão dos recursos hídricos
Os recursos solo e água e a sua gestão, profundamente afetados pelo clima e as alterações climáticas são domínios científicos básicos do MED já que constituem tópicos chave para outros domínios científicos e são transversais a todas as linhas temáticas de investigação, e fortemente interligados com outros grupos de investigação do MED.

Este grupo reúne conhecimentos fundamentais e experiência prática nas áreas da Ciência do Solo e as suas aplicações, da Hidrologia e da Engenharia dos Recursos Hídricos, e do Clima.

José Rafael Marques da Silva

José Rafael Marques da Silva

COORDENADOR DE GRUPO

Fátima Baptista

Fátima Baptista

ADJUNTO

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Mecanização e automação agrícola | Agricultura de precisão e Zootécnia de precisão | Eficiência energética na agro-produção e indústria | Utilização material e energética da biomassa | Engenharia de processos |Economia circular |Agricultura sustentável

Grupo interessado:

  1. Na construção e uso eficiente de maquinaria agrícola;
  2. Em tecnologias de Agricultura e Pecuária de Precisão;
  3. Na eficiência energética e gestão de resíduos em sectores agrícolas e agro-industriais relevantes;
  4. Em bio-refinarias;
  5. Na agricultura sustentável; e
  6. Em economia circular.
José Muñoz-Rojas

José Muñoz-Rojas

COORDENADOR DE GRUPO

Constança Camilo-Alves

Constança Camilo-Alves

ADJUNTO

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Sistemas de uso do solo | Análise Espacial e modelação| Mecanismos de monitorização | Políticas públicas e planeamento | Gestão adaptativa e Governança | Co-construção do conhecimento | Funções da paisagem

Este grupo aplica de forma abrangente métodos e abordagens espaciais, funcionais, de modelagem, experimentais em campo e participativos para explicar o conjunto de serviços e benefícios multifuncionais e complexos, fornecidos pelas paisagens do Mediterrâneo e pelos sistemas de uso do solo relacionados.

Em última instância, o objetivo do grupo é fornecer aconselhamento e co-construir conhecimentos úteis para informar melhores opções de governança e gestão territorial que possam contribuir para a sustentabilidade e resiliência das paisagens rurais do Mediterrâneo.

José Herrera

José Herrera

COORDENADOR DE GRUPO

Diogo Alagador

Diogo Alagador

ADJUNTO

MEMBROS INTEGRADOS

ESTUDANTES DE DOUTORAMENTO

PALAVRAS-CHAVE: Biogeografia, Serviços de Ecossistema, Resiliência e Resistência de Ecossistemas, Alterações Climáticas Globais, Modelação

O grupo de Biodiversidade e Alterações Climáticas está na linha da frente na investigação em biologia das alterações globais.

Os estudos desenvolvidos procuram entender os factores bióticos, abióticos e antrópicos que originam mudanças na distribuição geográfica das espécies por acção das grandes alterações globais – e suas variantes espaciais e temporais. Os estudos procuram igualmente entender as repercussões de tais mudanças