Investigadores do MED desenvolveram processo tecnológico para a produção de túberas

Mar 12, 2021

Investigadores do MED desenvolveram um processo tecnológico que poderá permitir a produção em massa de túberas, consideradas uma iguaria. Este processo permite ligar os fungos, que originam as túberas, a plantas com mais tempo de vida (plantas perenes), como é o caso do sargaço (Cistus savifolius) e a esteva (Cistus ladanifer). Até então este fungo só se ligava a plantas com um ciclo anual.

Celeste Silva, investigadora do MED e Professora do Departamento de Biologia da UÉ, realça que “esta investigação lançou ainda as bases para uma nova forma de produção de alimentos com propriedades nutracêuticas [combinação de ‘nutrição’ com ‘farmacêutica’], mostrando também utilidade, entre outros, para o setor agro-florestal que permitirá a exploração sustentável deste recurso micológico, resiliente e economicamente rentável”.

Leia o artigo completo no website da Universidade de Évora.